fbpx

This Little Room

This Little Room
This Little Room

This Little Room

6 DICAS PARA ESCOLHER E COMBINAR PADRÕES

As duas palavras-chave na decoração são sempre a harmonia e equilíbrio. A escolha dos padrões a usar no quarto do bebé tem que ser feita atendendo a estes dois conceitos para que o resultado seja o melhor. Para além disto, deveremos ter sempre em conta que em divisões especificas como um quarto, deve optar-se por padrões mais simples e de cores mais neutras, uma vez que este ambiente deverá ser tranquilo e promover o descanso.

Decorar com padrões pode ser uma excelente ou péssima opção, tudo depende se as suas escolhas são as corretas. Com a escolha certa dará muito mais vida ao quarto do seu bebé. Quando a escolha dos padrões é feita ao acaso, a decoração pode resultar em algo visualmente muito confuso e cansativo. É por isso que existem algumas regras que não deixamos de seguir cuidadosamente.

Os padrões podem surgir em paredes, cortinas, almofadas, acessórios, mobiliário, etc.  Contudo, a essência é sempre a mesma: harmonia e equilíbrio de forma uniforme, tendo sempre em atenção o seu gosto pessoal.

Deixamos abaixo algumas dicas e exemplos para que não se sinta tão perdido na altura de optar por padrões:

  • Escolha mais do que um padrão

Pode conjugar harmoniosamente riscas, quadrados, bolas, flores ou qualquer outro tipo de desenho.  Deverá ter em conta algum elemento em comum entre os padrões, como uma cor. Escolha, por exemplo 3 padrões diferentes no caso de almofadas que serão colocadas juntas no berço do bebé. Estas 3 almofadas escolhidas deverão ter em conta os critérios presentes neste texto.

  • Tom sobre tom 

Quando conjugar diferentes tipos de padrão escolha apontamentos da mesma cor ou variações da mesma. O tom sobre tom é uma das maneiras mais fáceis de garantir que a conjugação de padrões diferentes irá resultar.

No caso de tons claros, neutros ou pastéis, será muito mais fácil espalhar padrões por várias superfícies sem tornar o ambiente «enjoativo». No caso de tons mais fortes, deverá ter um cuidado maior.

Jogue com tamanhos de padrão, texturas e será fácil criar a harmonia perfeita.

  • Escolha uma cor de fundo igual para todos os padrões

Tente que a cor de fundo de cada padrão seja sempre a mesma, de preferência tons de branco, pérola ou outros tons neutros. Ter uma cor em comum irá ajudar a criar um conjunto harmonioso. 

Outra forma de garantir essa harmonia é optar por conjugar o mesmo padrão em cores diferentes, e em tamanhos diferentes. Caso comece por escolher um tema para o quartinho, o padrão comum a vários elementos pode resultar desse tema.

  • Conjugue os elementos com padrão com apontamentos lisos

Esta é uma forma de realçar os padrões escolhidos e tornar a decoração mais interessante, na medida certa. 

A conjugação do padrão com cores lisas é quase sempre a forma mais segura de garantir um bom resultado quando opta por um padrão com alguma presença. Uma 

mancha sólida de uma cor pode ser o elemento responsável por «acalmar» o conjunto ou por lhe trazer o a frescura ou intensidade que lhe faltava.

Deverá então jogar também com texturas e tamanhos diferentes do padrão e dos elementos para garantir aquele toque extra de interesse visual.

  • Utilize padrões com várias escalas que tornarão a decoração mais divertida

Para escolher o tamanho do padrão, não se esqueça de o adequar ao tamanho da peça ou superfície. 

No caso de um elemento ou superfície grande como uma poltrona ou até uma colcha ou papel de parede, pense que quanto mais pequeno o padrão, mais este passa despercebido. 

Se pretende um efeito de destaque, opte por padrões com uma escala maior. Regra geral. escolha apenas uma peça ou superfície com um padrão forte e com escala maior para não haver 1 conflito entre 2 pontos de destaque.

  • Tire partido do efeito visual dos padrões

No caso de cortinas, mobiliário ou papel de parede, pode fazer sentido tirar partido do efeito visual dos padrões. Por exemplo as riscas verticais vão criar a ilusão de que o espaço é mais alto, enquanto que as riscas horizontais vão dar a ilusão de alongamento do espaço.

Se tem um quarto com uma longa parede, pode fazer sentido trazer-lhe a sensação de altura para trazer equilíbrio ao espaço. Nuns cortinados mais altos do que largos, pode acontecer exatamente o contrário, querer dar à janela a sensação de que esta é mais larga do que realmente é.

Para conhecer cada um dos ambientes dos exemplos ao pormenor, visite o nosso site acompanhe as nossas partilhas.

Caso queira que sejamos nós a fazer as escolhas por si, contacte-nos.

geral@thislittleroom.pt

Partilha Este artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Projecto This Little Room

Miriam Sequeira

Ceo & Content Creator

Arquiteta de formação, decidiu alargar a sua área de intervenção com formação extra em decoração interiores, uma paixão pessoal.
Em 2015 abriu a  «This Little Room», sendo cofundadora do primeiro atelier português dedicado exclusivamente a projectos de espaços infantis.

Miriam Sequeira

Os Meus Favoritos
Shop This Little Room

Visite a nossa Loja

Para a Sua Casa

Visita a Nossa Loja Online

error: Content is protected !!

Junte-se a nós, e receba todas as novidades sobre decoração

Assine a nossa Newsletter Semanal!